Segunda-feira 20 Safar 1443 - 27 Setembro 2021
Portuguese

Ele está confuso sobre o que foi concedido a ‘Issa (que a paz esteja sobre ele) em relação ao poder de ressuscitar os mortos

341363

Data de publicação : 30-06-2021

Vistas : 271

Pergunta

Imploro-lhe que responda a esta pergunta, pois não recebi uma resposta quando a fiz anteriormente e, já há algum tempo, estou angustiado com isto. Minha pergunta é, em um Hadith sahih do Muslim sobre ‘Issa (alaihi salam) é dito que seu hálito é capaz de matar os kufar quando sentem o cheiro. Se ‘Issa recebesse essa habilidade e a habilidade de reviver os mortos, quando ele retornasse perto do fim dos tempos, as pessoas não ficariam confusas sobre ele, acreditando que ele tem a habilidade de dar vida e morte quando é Allah que dá vida e morte? Este é o argumento específico que tem me incomodado, por favor, responda a ele prontamente.

Texto da resposta

Todos os louvores são para Allah.

Foi narrado que al-Nawwaas ibn Sam'aan disse: O Mensageiro de Allah (que a paz e as bênçãos de Allah estejam sobre ele) mencionou o Dajjaal uma manhã, às vezes descrevendo-o como insignificante e às vezes como relevante...

Então, enquanto ele [o Dajjaal] estiver assim, Allah enviará o Messias filho de Maria (que a paz esteja sobre ele), que descerá ao minarete branco a leste de Damasco, vestindo duas vestes levemente perfumadas com açafrão, colocando as mãos nas asas de dois anjos. Quando ele abaixar a cabeça, gotejará e quando ele a levantar, espalhará gotas como pérolas. Todo incrédulo a quem sua respiração atingir morrerá, e sua respiração chegará até onde ele puder ver. Ele irá persegui-lo até que o alcance no portão de Ludd (Lod), e o matará... Narrado por Muslim (2937).

O que Allah, exaltado seja, concedeu a ‘Issa (que a paz esteja sobre ele) das provas da profecia no passado, como dar vida aos mortos; e o que Ele concederá a ‘Issa futuramente, como os incrédulos morrendo por sua respiração – mencionado neste hadith – nada disso é para causar confusão. Ao contrário, Allah, exaltado seja, concedeu-lhe isso como prova da veracidade de sua mensagem. Pessoas razoáveis e de bom senso encontrarão nesta evidência a sinceridade e veracidade de ‘Issa em suas palavras e atos. Portanto, esses milagres são chamados de sinais da profecia.

A confusão a que você se refere em sua pergunta pode ser aplicável se assumirmos que ‘Issa (que a paz esteja sobre ele) recebeu esses sinais, porém não se pronunciou e nem explicou a verdade. Então, as pessoas poderiam especular sobre ele e se questionar, caso ele tivesse ficado calado e não explicado nada. Mas ‘Issa (que a paz esteja sobre ele) recebeu essas provas quando estava se esforçando para fazer o que Allah, glorificado seja, ordenou que fizesse, chamando as pessoas para afirmar a unicidade de Allah e declará-Lo acima de qualquer parceiro ou filho.

Isso é o que ele (que a paz esteja sobre ele) fez no passado. Allah, exaltado seja, diz (interpretação do significado):

“E fá-lo-á Mensageiro para os filhos de Israel, aos quais dirá: Cheguei-vos com um sinal de vosso Senhor. Eu vos criarei do barro uma figura igual ao pássaro e, nela, soprarei e será pássaro, com a permissão de Allah. E curarei o cego de nascença, e o leproso, e darei a vida aos mortos, com a permissão de Allah. E informarvos-ei do que comeis e do que entesourareis em vossas casas. Por certo, há nisso um sinal para vós, se sois crentes. E cheguei-vos para confirmar o que havia antes de mim: a Tora, e para tornar lícito, para vós algo do que vos era proibido. E cheguei-vos com um sinal de vosso Senhor. Então, temei a Allah e obedecei-me. 'Por certo, Allah é meu Senhor e vosso Senhor. Então, adorai-O . Essa é a senda reta. ‘” [Aal ‘Imraan 3: 49-51]

“E lembra-lhes de quando Allah dirá: "Ó Jesus, filho de Maria! Disseste tu aos homens: "Tomai-me e a minha mãe por dois deuses, além de Allah? Ele dirá: "Glorificado sejas! Não me é admissível dizer o que me não é de direito. Se o houvesse dito, com efeito, Tu o haverias sabido. Tu sabes o que há em mim, e não sei o que há em Ti. Por certo, Tu, Tu és O Profundo Sabedor das cousas invisíveis. Não lhes disse senão o que me ordenaste: ‘Adorai a Allah, meu Senhor e vosso Senhor’. E fui testemunha deles, enquanto permaneci entre eles. Então, quando findaste meus dias na terra, Tu foste, sobre eles, O Observante. E Tu, de todas as cousas, és Testemunha.” [al-Maa’idah 5: 116-117].

Isso é o que vai acontecer quando ‘Issa (que a paz esteja sobre ele) descer no final dos tempos, para governar de acordo com a lei islâmica; ele não aceitará nada dos cristãos, exceto o Islam, e não aceitará nenhuma jizyah. Alguns cristãos se tornarão muçulmanos, porque a verdade se tornará manifesta e clara. Isso é muito claro, de fato, que não haverá confusão ou mal-entendido neste momento, pois ‘Issa (que a paz esteja sobre ele) é o Profeta de Allah e Seu Mensageiro. Ele nunca convidará as pessoas às suas próprias leis, quando descer, no fim dos tempos; ao contrário, ele não aceitará que elas sigam a religião do Cristianismo – que elas próprias criaram, e quem quer que venha seguindo o Cristianismo, no momento em que ele descer, não será mais aceito que continue neste caminho após o retorno de ‘Issa ibn Maria (que a paz esteja sobre ele). Então, como poderia haver receio de confusão neste caso, ou como se pensaria que permaneceria qualquer ambiguidade ou dúvida?

Foi narrado que Abu Hurairah (que Allah esteja satisfeito com ele) disse: O Mensageiro de Allah (que a paz e as bênçãos de Allah estejam sobre ele) disse: “Por Aquele em Cuja mão está minha alma, logo o filho de Maria descerá entre vós como um juiz justo. Ele quebrará a cruz, matará os porcos e renunciará à jizyah. A riqueza se tornará tão abundante que ninguém a aceitará [como caridade].” Narrado por al-Bukhari (2222) e Muslim (155).

Ibn Kathir (que Allah esteja satisfeito com ele) disse, após citar isto:

Esses ahadith são narrados pelo Mensageiro de Allah (que a paz e as bênçãos de Allah estejam sobre ele) em vários relatos mutawaatir de Abu Hurairah, Ibn Mas'ud, 'Uthmaan ibn Abi'l-'Aas, Abu Umaamah, an-Nawwaas ibn Sam' aan, 'Abdullah ibn 'Amr ibn al-'Aas, Mujammi' ibn Jaariyah e Abu Sarihah Hudhaifah ibn Usaid (que Allah esteja satisfeito com todos eles).

Isso é indicativo de como e onde ele descerá. Então, matará os porcos, quebrará a cruz e abolirá a jizyah, e ele não aceitará nada exceto o Islam, como mencionado acima no al-Sahihein. Isso é um prenúncio por parte do Profeta (que a paz e as bênçãos de Allah estejam sobre ele), aprovando e permitindo, e ainda mostrando o caminho do que acontecerá neste momento, pois eles não terão mais desculpas e ali não haverá motivo para dúvidas. Portanto, todos eles entrarão na religião do Islam, seguindo ‘Issa (que a paz esteja sobre ele) e através de suas mãos. Consequentemente, Allah, exaltado seja, diz (interpretação do significado):

“E não há ninguém dos seguidores do Livro que, antes de morrer, deixe de nele crer. E, no Dia da Ressurreição, ele será testemunha contra eles.” [an-Nissa’ 4: 159].

É como o versículo em que Allah, exaltado seja, diz (interpretação do significado):

“E, por certo, ele será indício da Hora...” [az-Zukhruf 43:61].

A palavra ‘ilm (conhecimento), traduzida acima como indício, também pode ser lida como ‘alam, significando um sinal e indicação de que a hora está próxima (tal como neste versículo).

Fim da citação de Tafsir Ibn Kathir (2 / 464-465).

Portanto, naquele momento a vinda de ‘Issa (que a paz esteja sobre ele) removerá todas as dúvidas nas mentes daqueles que o tomaram como um deus.

E Allah sabe melhor.

A Fonte: Islam Q&A